Solteira sim. Sozinha, também.

Observando esse movimento no Facebook gerado pelo Dia dos Namorados, lembrei dos meus tempos de solteirice. Confesso que a sensação no dia 12 de junho muitas vezes era angustiante. Não sei se vocês concordam comigo, mas existe uma certa pressão social que impõe um falso status de sucesso a quem "tem um par". Parece que se você está solteira é porque não foi bem sucedida na tarefa de conquistar alguém.

Sempre fiquei na dúvida se essa era mais uma questão externa ou interna mesmo. Hoje, vejo o quanto isso não faz sentido. O que tem de mulher comprometida e infeliz a vida inteira... Fora que muitas se submetem a humilhações por medo da solidão, pavor de ter que se encarar de frente.

Quantas vezes um carinha qualquer na noite me perguntava: "o que uma mulher como você está fazendo sozinha, sem namorado"? Como se uma mulher incrível não pudesse, simplesmente, fazer essa escolha. Pense bem: nada mais natural do que ser seletiva e não não aceitar qualquer coisa quando se tem a autoestima bem resolvida.

Mas o pior é que muitas vezes compramos essa história e internalizamos essa pressão. Daí começa: "solteira sim. Sozinha, nunca!". O que é uma besteira, pois estar sozinha também é bom demais! Certos insights a gente só tem quando passa mais tempo consigo mesma. Antes, não me permitia ficar só, me sentia triste, abandonada. Hoje, casada, vejo o quanto é gostoso e necessário passar um tempo me fazendo companhia. Amo estar com meu marido, assim como amo me atracar com uma pipoca e ver um filminho sozinha. Curto demais meditar, escrever, cantar as músicas que escuto, dançar no quarto com som alto, passear com a minha cachorra, observar a vida em silêncio. Hoje, conhecendo mulheres sensacionais que são independentes, felizes e não precisam de um par para desfilar como se fosse um troféu, vejo o quanto essa paranoia não passa de puro preconceito.

Segundo o Dicionário Aurélio, o verbo "namorar" também significa "sentir amor", "apaixonar-se". Então hoje podemos todos comemorar. Todos nós que amamos, que nos apaixonamos pela vida, por uma causa, por um filho, por nós mesmos. Afinal, não há amor mais lindo e especial do que o amor-próprio. Então hoje faço um convite a você: vamos namorar! Seja algo, alguém, um lugar, qualquer coisa.

Dia dos Namorados é o dia de todos nós, eternos apaixonados ;-)


Nenhum comentário: